sexta-feira, 17 de abril de 2009

Comentários FRINGE 1x16 “Unleashed”



Episódio exibido dia 14 de abril, nos EUA (FOX)

Semana passada, fiquei super empolgada com o retorno de Fringe, principalmente por ter tratado novamente do meu mistério favorito: o Observador. Mas, dessa vez tivemos um episódio com uma história isolada, tendo como tema central uma espécie de animal transgênico criado em laboratório, mais conhecido como “o monstro”. De certa maneira, deu uma desacelerada no meu entusiasmo, apesar de ter sido um bom episódio.

Leia mais...

    Ironicamente, o episódio começa com Olivia contando histórias de monstros para sua sobrinha, que receosa pergunta “tia, eles existem?”. Olivia não pensa duas vezes ao responder “não!”. E muito mais irônico foi o final do episódio,  quando ela decide dormir de luz acesa. Por quê? Porque monstros podem existir, sim. E o seguro morreu de velho.


    Libertado de um laboratório de pesquisas por ativistas pró-direitos dos animais, o tal monstro saiu por aí atacando as pessoas e implantando nelas seus “filhotes”. E foi o que aconteceu com o Charlie, que dessa vez teve mais destaque na trama. Entre a vida e a morte, a única esperança para sua salvação era Walter. Por outro lado, o cientista também foi o grande foco do episódio, já que pela primeira vez ele se mostrou arrependido dos seus projetos e experimentos do passado. Parece que todo aquele fascínio que ele sentia ao relembrar os próprios feitos científicos caiu por terra ao perceber que um conhecido poderia se tornar uma vítima fatal de seus experimentos.


    Mesmo não tendo sido a sua pesquisa em si que deu origem ao monstro, Walter se sentiu responsável e demonstrou muita determinação ao tentar salvar a vida de Charlie, a ponto de colocar sua própria vida em risco. Essa abordagem sobre o Walter foi legal exatamente por mostrar que ele não é tão maluco assim a ponto de colocar a ciência acima das suas relações pessoais, ou acima da vida dos outros. E o fato dele se arrepender do que fez no passado pode abrir uma porta para quem sabe descobrirmos um pouco mais sobre essa parte da sua vida. Será que uma hora dessas vai rolar um flashback em Fringe? Ou vamos continuar desvendando o passado de Walter apenas pela relação dos casos investigados a cada semana com suas pesquisas antigas?


    Para quem gosta de torcer por casais, em especial por algum envolvimento entre Peter e Olivia, nesse episódio rolou um clima entre os dois. Não deu pra perceber ao certo se Olivia está com ciúmes do envolvimento de Peter com sua irmã, ou apenas preocupada por conta do passado dele. Ainda fico com a segunda opção. E vocês?


    Se monstros de laboratório existem ou não, o fato é que esse episódio serviu para me deixar com pavor de omeletes. São eles que ocupam meus pesadelos a partir de agora!


Onde está o observador?

    O Observador aparece aos 22:36 minutos do episódio.



Vídeo Promocional 1x17 "Bad Dreams" 


5 comentários:

  1. Unleashed foi sensacional! Fringe está cada vez melhor a cada episódio que passa.

    Eu não esperava que a série ficaria tão boa quanto está agora, e até mesmo esse episódio que não teve nada de massive dynamics nem observador e nem ZFT conseguiu um resultado excelente...

    ResponderExcluir
  2. Enfim, Fringe voltou com TUDO! Mesmo fugindo da temática principal, não deixou de ser bom. Mostrou que mesmo sem Massive Dynamic's e Observador, pode ter muita qualidade. Espero que continue assim, por que Fringe tem POTENCIAL, e digo MUITO POTENCIAL. Basta saber utilizá-lo e será mais uma série de grande sucesso. Se continuar do jeito que está (e espero que melhore mais ainda) ta ótimo!

    ResponderExcluir
  3. Concordo com você, Juliana. O episódio foi bom, mas decepcionou o fato de não ter feito referência nenhuma ao episódio anterior, o observador, nada. às vezes Fringe parece perder essa linha dos acontecimentos. Talvez o vício em Lost é que nos faça querer sempre mais mistérios. Lembro que os episódios de arquivo X, referência obrigatória de Fringe, eram também pouco amarrados, com algumas exceções. Esperemos o próximo.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o Rodrigo. Realmente Fringe, apesar de ser uma excelente série (uma das minhas favoritas), as vezes sai do caminho dos acontecimentos mais interessantes, que são: A Massive Dynamics(O que realmente ela é?), o Padrão(A que esses acontecimentos estranhos estão ligados?) e o Observador(Quem é? De onde veio? Para quem trabalha?).

    Fringe tem sempre belíssimos episódios. Mas prefiro os que seguem a ordem desses acontecimentos citados.

    Concordo com a Juliana quanto a esse lado de focar masi nos personagens. Não temos visto muito isso, o pouco que sabemos é através de conversas superficiais. Seria interessante focar em um personagem.

    Valew galera.

    Abraços

    ResponderExcluir

Fale conosco! também pelo e-mail mandando sua sugestão ou crítica.

Comentários ofensivos ou que não tenham relação com o post serão recusados.