quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

5 razões para assistir Caprica


A última sexta-feira, 22 de janeiro, marcou a estreia de Caprica, série spin-off prólogo da aclamada Battlestar Galactica. Meu comentário sobre o episódio Piloto que vi em abril de 2009 você encontra aqui, e agora que a série começa efetivamente a caminhar (o 2º episódio será exibido nessa 6ª feira, 29, no canal americano Sy Fy), é mais do que válido tentar convencer mais gente a dar uma chance à série. Sendo assim, recorro ao ótimo texto escrito por Annalee Newitz do i09 onde ela fala sobre os 5 motivos que podem fazer de Caprica a melhor nova série sci fi da temporada. Confere aí.

Leia mais...

    1. Um mundo novo intrigante e contemplativo

    A criação do mundo de Caprica e de sua cultura é simplesmente soberba. Somos apresentados a uma cultura onde o paganismo é natural e a moral sexual extremamente liberal, mas onde imigrantes ainda sofrem discriminação e os monoteístas são exceção. Diferente da maioria das séries sci fi, onde a construção do mundo que se mostra é geralmente “igual a tudo que conhecemos, mas com tecnologia superior”, Caprica nos desafia a imaginar uma sociedade radicalmente diferente da nossa. Além disso, o conceito visual da cidade é de tirar o fôlego. A tecnologia com quê futurista também nào passa em branco.

    2. Uma história que mostra o nascimento da Inteligência Artificial e que parece original

    Muitas das histórias de ficção científica contemporâneas, da franquia O Exterminador do Futuro a Star Trek: The Next Generation, lida com o que acontece quando finalmente criamos a Inteligência Artificial (IA). Será que ela vai se levantar e nos destuir como a Skynet or vai tentar se encaixar na sociedade humana como Data? Já vimos vários exemplos de criações com IA vingativos, mas uma zelosa adolescente religiosa presa no corpo de uma máquina de matar criada por seu rico e milionário pai? O início da série não só é original, como também apresenta um monte de questões emocionais e éticas.

    3. A família Adama

    Raramente uma família foi tão interessante na ficção científica como a dos Adamas parece ser em Caprica. Preso entre duas culturas e equilibrando-se numa linha entre criminalidade e respeitabilidade, Joseph Adama é um personagem que tem problemas que quero conhecer. Além disso, seu irmão Sam, um pequeno gangster com coração de ouro, é outro cara que merece ser visto de perto. Aliás, essa ideia de ver mafiosos em outro planeta me ganhou.

    4. Ótimas atuações

    Com Essai Morales e Eric Stolz como os protagonistas Joseph Adama e Daniel Graystone, não preciso dizer que as atuações nessa série serão ótimas. (BSG também tinha isso, portanto Caprica mantém a qualidade desse aspecto da franquia.) Sasha Roiz como Sam Adama já surge muito bem, assim como Magda Apanowicz como a amiga de Zoe Graystone, Lacy. Alessandra Torresani é provavelmente o elo mais fraco como Zoe, mas é inegável que pode evoluir. Dado que essa série trata de dramas pessoais bem como de uma narrativa sci fi épica, é crucial que os personagens principais sejam capazes de mostrar emoções sutis e conflitos – e vamos combinar, que pelo início fizeram exatamente isso. No Piloto, Stolz faz um ótimo trabalho personificando um cara que é incrivelmente manipulador ainda que seja também sincero no que faz.

    5. Drama que depende de elementos da trama sci fi, mas que não são completamente focados neles.

    Já falei que o drama é um dos pontos fortes dessa série. Uma das coisas que já faz de Caprica uma das melhores da temporada, é o fato de que ela consegue explorar drama do tipo que esperaríamos ver em The Wire, ao mesmo tempo em que não perde a noção de que seu arco narrativo é centrado em coisas basicamente ligadas à ficção científica. Essa é uma série sobre como duas novas tecnologias – o holoband e os cylons – se unem para criar a inteligência artificial. E muitos dos dramas humanos trata dessa tecnologia também. Em outras palavras, isso é ficção alimentada por drama e ciência, o que é uma coisa rara e incrível.

    Não dá para dizer onde essa série vai parar, mas considerando essas razões, penso que vale muito à pena acompanhar cada episódio.

15 comentários:

  1. lol

    Eu tinha visto o episódio piloto ano passado e A-DO-REI!!

    Agora vou revê-lo para comentar no meu blog!

    Não assisti BSG, mas quero começar em breve, preciso acabar os atrasados de Damages e Legend of The Seeker..

    Mas Caprica com certeza acompanharei!

    ResponderExcluir
  2. Dudes é o seguinte, faz duas semanas que comecei a ver BTG do inicio. To totalmente viciado! Mas como a série tem so 4 temporadas, to adiando o máximo que posso cada episódio pra deixar a série demorar mais tempo(To na 2ª Temp).

    Agota tenho um motivo pra apressar o trem... CAPRICA!!!

    Ansioso demais!!! Deve ser massa!

    ResponderExcluir
  3. Alexandre, tendo visto BSG inteira você certamente curtiria mais Caprica pois iria fazer associações e referências. Por outro lado, como a série é um prólogo, acho que dá até para você assistir as duas juntas, o que deve te render uma experiência no mínimo curiosa.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. primeira indicação do dude q não gostei! proxima!

    Sport!!!! =D

    ResponderExcluir
  5. Melhor que Lost! [2]
    Assisti o piloto ontem, e já tô baixando o segundo ep.
    Vou tentar assistir BSG também.

    ResponderExcluir
  6. O que é melhor assistir primeiro, Caprica ou BSG?

    ResponderExcluir
  7. melhor que Lost? sem assistir digo: impossível! uaehuaheuaheuhauehaue

    ResponderExcluir
  8. Um amigo me disse que quem gostava de LOST certamente gostaria de Battlestar Galactica. Depois de ver que você também indicava, passei a assistir. The best ever!! Maravilhosa! Infelizmente, não gostei muito do piloto de Caprica, mas vou baixar a série esperançosa que seja boa o suficiente para matar as saudades de BSG.

    ResponderExcluir
  9. Vocês não vão comentar sobres os outros episódios de Caprica?

    ResponderExcluir
  10. Vamos sim, Laura. O que nos falta é tempo, mas essa semana vai rolar bastante atualização por aqui ;)

    Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  11. Até o quarto episódio eu estava essa série boa, mas não tanto quanto eu gostaria que fosse. Assistindo ao episódio 5 me impressionei, os caras souberam fazer o melhor paralelo com Matrix que eu já ví. Além disso em um único episódio inseriram toda uma nova faceta da história com personagens que até então não tinham qualquer brilho.

    Por favor façam um post sobre o quinto episódio , please!

    ResponderExcluir
  12. Hey Dude? Desistiu de Caprica? :)

    ResponderExcluir
  13. Não, não. Só falta o tempo para colocá-la em dia. Farei isso em breve e escreverei algumas linhas sobre essa 1ª parte da temporada de estreia ;)

    ResponderExcluir
  14. Davi respondeu usando meu login... abafa! kkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Fale conosco! também pelo e-mail mandando sua sugestão ou crítica.

Comentários ofensivos ou que não tenham relação com o post serão recusados.